Total de visualizações de página

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Lili

Depois de andarem por tanto tempo, finalmente Marianna e Fernando chegaram à casa de Daniela e Kátia.  A mãe das meninas levantou-se e se surpreendeu com os convidados inesperados da filha.

- Mãe esses são meus amigos Marianna e Fernando. Como já está muito tarde e eles perderam o último ônibus, chamei-os para dormirem aqui em casa. Foi logo dizendo Daniela. 

A primeira coisa que a mãe de Daniela reparou foram as muletas de Fernando, mas ela não disse nada. A única coisa que falou foi o seguinte:

- Muito prazer, podem me chamar de Lili. Vou pegar uns lençóis, mas vocês terão que dormir no sofá. A casa é pequena e sendo vocês amigos de minha filha, fiquem a vontade. 


Marianna nem acreditou no que estava ouvindo. Como seria bom se sua mãe fosse assim também! Agradável e sincera. Fernando se deitou no sofá grande e Marianna no sofá pequeno, um do lado do outro.

- Marianna eu gosto muito de você! Falou Fernando.

- Eu também Fernando. Respondeu Marianna.

E assim adormeceram. 

No domingo pela manhã eles acordaram cedo, pois não queriam atrapalhar. Um cheirinho de café fresco vinha da cozinha. Marianna levantou-se do sofá e foi se encontrar com Lili.


- A Senhora precisa de ajuda? Falou Marianna.

- Senhora "tá" no céu menina, me chame de Lili. Está tudo sob controle. Vamos tomar café?

- É melhor eu esperar as meninas levantarem Lili.

- Daniela e Kátia nunca levantam antes do meio dia no domingo.

- Isso é muito chato, assim elas perdem o dia todo.

Nesse momento Fernando entrou na cozinha.

- Desculpe a gente ter vindo sem avisar Lili. Fernando foi logo dizendo.

- Meninos não se preocupem, eu também fui jovem um dia. Aliás, ainda sou jovem. Quando eu conheci meu marido nós éramos hippies, loucos e inconsequentes. Até hoje eu ouço Janis Joplin. Mas isso é uma longa história. E você Fernando, sem querer ser chata, posso te fazer uma pergunta?


- Depois de você ter recebido a gente tão bem pode fazer até duas se quiser Lili.

- Por que você usa muletas?

- Quando eu era pequeno tive paralisia infantil. Todo mundo me pergunta isso, já me acostumei.

- E vocês são namorados? 

Nesse momento Marianna olhou bem nos olhos de Fernando e respondeu:

- Bem nós estamos ficando...

- Ela já é minha namorada, apenas não sabe...

Nesse momento Daniela e Kátia surgiram na cozinha e também participaram da conversa. 

- Minhas filhas levantando cedo! Que milagre! Todo fim de semana vocês dois: Fernando e Marianna podem vir aqui prá casa. Vocês operaram um milagre nessas duas!

Todos caíram na gargalhada.

Em toda sua vida Marianna nunca tinha se sentido tão bem. O ar era leve, o papo tranquilo. Parecia que eles já se conheciam há muito tempo. Ela não queria ir embora dali. Amargurada,  sentiu uma pontinha de inveja das meninas por terem uma mãe tão legal. 
Por que sua mãe não podia ser assim também? Tão legal com seus amigos?
A mãe de Marianna só pensava em grana e tinha o péssimo hábito de julgar as pessoas pela aparência. O que será que ela iria dizer quando a filha chegasse em casa? 








48 comentários:

  1. Nossa adorei o post. parabéns. tu escreve mto bem.

    ResponderExcluir
  2. Adorei ler o texto. Pois é, temos a mania de achar a mãe dos outros mais legal que a nossa, pelo menos eu tenho.

    'http://gleerika.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Curiosa a maneira como comparamos as atitudes e hábitos de outras pessoas com as nossas ou de quem nos rodeia. Ela pode comparar e, talvez com toda razão por conta das coisas pelas quais passa com a mãe, sentir até uma pontinha de inveja da amiga.

    Esperando pelas cenas dos próximos capítulos, Bia!

    Até!

    ResponderExcluir
  4. bela história. E isso mostra duas condutas: Aquela que não está se lixando para o outro e aquela figura de quem não tem a vergonha na cara de estar em uma situação com alguém "deficiene". A mãe da marianna vive na soberba, salto alto, tudo que está abaixo do seu nariz é inferior. Já a lili é aquela figura clássica de uma mãe presente, de uma mãe amável e que muitos dos amigos queriam ter. Humildade, acho que essa é uma palavra que descreve Lili.

    http://umdiaentenderei.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Gostei da pequena história. Você escreve bem! Parabéns pelo blog! =)

    http://moniesays.blogspot.com

    ResponderExcluir
  6. Adorei a história. Bem peculiar, diferente daquelas coisas de pré-adolescentes que a gente vê em quase todos os blog, envolvente a sua narrativa!

    ;*

    ResponderExcluir
  7. Nossa, que texto gostoso de ler, leve, descontraído, e com uma mensagem bem bacana.

    Parabéns!

    ResponderExcluir
  8. Vc narra o texto muito bem, descrevendo os detalhes e permitindo, dessa forma, que nos envolvamos com o texto e imaginemos a situação em pauta.

    ResponderExcluir
  9. Oi!
    Estou curiosa para saber o que vai acontecer com a Mariana quando chegar em casa.
    Mas já imagino, mais ou menos, como será!

    Abraço de NINA
    http://assuntosdenina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Ótima Matéria.

    Deêm uma olhada:
    http://portaldometaleiro.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  11. Achei o texto muito bem escrito! Parabéns!


    passa lá? http://beforeallthestains.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Seguindo gostei do blog e da maneira que escreve.

    ResponderExcluir
  13. Gostei muito, seguindo!
    Assim que tiver tempo terminarei de ler.

    O meu: www.faltadelogica.blogspot.com
    PARABÉNS!

    ResponderExcluir
  14. Muito legal.
    :D

    Lili se parece com minha mãe.
    =D

    ResponderExcluir
  15. Sua forma de escrever é muito envolvente...adoro acompanhar seus textos.

    Esperando o que vira ;)
    Beijos, querida!!!

    www.nicellealmeida.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Olá!
    Gostei muito do seu texto e melhor ainda sabendo que são fatos reais.
    Para você ver que as x um simples ato deixa o outo feliz. Se todos fossem assim o mundo seria melhor, né?
    Estrei sempre por aqui.
    bjos
    Obrigada pelo comentário

    ResponderExcluir
  17. Adoro ler o seu blog, esta história contínua dessa moça que cada vez mais nos deixa curiosos, loucos para saber aonde vai parar... É uma história que pode acontecer ao lado de qualquer um de nós, uma personagem típica das classes mais baixas brasileiras e que representa todos com um lirismo maravilhoso, todo seu ao escrever. É simples, porém envolvente... E é por este e outros motivos que tem um selinho lá no meu blog esperando por você.
    Não sei se o seu blog tem espaço para postagens aleatórias como selos e, caso não haja, aceite, ao menos, de coração a nossa sincera indicação.
    Beijos e continue a toda força com esta história.

    http://naparededoquarto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  18. é uma doce viagem leituras como essa. Seu blog é um convite tentador a boa leitura. Uma viagem encantadora que fazemos na forma de suas narrativas.

    ResponderExcluir
  19. beelo post :]
    voc escreve mt bem mesmo!
    parabéns
    beeijos e sucesso!

    ResponderExcluir
  20. Com toda sinceridade que tenho, li o texto de ponta a ponta e fiquei totalmente interessado na história, para saber como seria o final da mesma, você redige muito bem. Estou lhe seguindo.



    http://sem--hipocrisia.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  21. JÁ PENSOU EM ESCREVER UM LIVRO?
    Pelo que entendi é tudo uma sequencia...

    Prometo que vou voltar pra ler o começo da história e se possível acompanharei até o final!

    Abraços ;D

    ResponderExcluir
  22. que narative gostasa de se ler, adorei muito, continue escrevendo,

    beijos

    ResponderExcluir
  23. mto mto mto bom
    to curioso agora,....vo te seguir...
    aki? vc é de bh?

    ResponderExcluir
  24. esses seus contos são tudo de bom... parabéns pela 1000 vez

    +++++++++++++++++++++++++
    Comentei, comente tmbm
    +++++++++++++++++++++++++
    Se quiser ganhar um seguidor
    Siga-nos e avise no comentário
    http://mikaelmoraes.blogspot.com
    +++++++++++++++++++++++++
    FELIZ NATAL
    PRÓSPERO ANO NOVO
    +++++++++++++++++++++++++

    ResponderExcluir
  25. Muito boa a Postagem, e o Blog é muito legal, Parabéns, comentei :) e acompanhando aqui ... se puder retribuir comentando e me seguindo, eu retribuo da mesma maneira, abraços.
    Blog muito legal, parabéns

    http://musilitica.blogspot.com

    Afim de Parcerias, troca de banner e link. Recrutando membros para a equipe do Musilítica, se estiver interessado add no msn milsonobscuro@hotmail.com
    Me sigam, comentem e eu irei retribuir com a força de todos, conto com a força galera.

    ResponderExcluir
  26. Poxa, fico tão feliz quando a Marianna encontra alguém que a faça bem :)

    ResponderExcluir
  27. nossa, adorei essa historia. nao li os capitulos anteriores, mas este me prendeu a atençao! Lance o livro!

    ResponderExcluir
  28. "Parecia que eles já se conheciam há muito tempo"

    é sempre assim!

    ResponderExcluir
  29. Ow bom mesmo seu texto...
    ta de parabens gostei do seu post

    ResponderExcluir
  30. Adoreeei, super legal seu post e todo o blog em si. Estou te seguindo, beijos!!

    ResponderExcluir
  31. muito bom o texto !
    parabéns pelo blog !

    passa no meu depois:
    http://pensamentos-manuscrito.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  32. Muitooo bom.
    Em tempo, amei a referência a Janis Joplin.

    bjoo

    http://poeirafina.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  33. Muito legal o texto! As pessoas sempre com a velha mania de achar que o que é do vizinho é melhor. Até que perdem e veem a falta que faz. Vou te seguir... se quiser dar conhecer meu mundo virtual, acessa meu blog: http://inutilidadesliterariaseafins.blogspot.com/

    Abs!

    ResponderExcluir
  34. Acabei de conhecer seu blog. Só li até agora o texto acima e é uma satisfação tecer elogios sem forçar a barra, sem precisar "cavar" virtudes. O texto é muito agradável, você também pensou nos espaçamentos, nas pausas, no que torna a experiência de ler algo simples e atrativo. Parabéns também pelo desprendimento de abordar o tipo de assunto em si. Ganhou um seguidor espontâneo. Forte abs!

    ResponderExcluir
  35. Nossa! bem legal. Vou ler desde o inicio. To te seguindo

    ResponderExcluir
  36. LOL, eu gostei dessa historinha, só qe pra entender melhor, tem que ler tudo né? Então a luta... Uma dica, a url tá muuuito grande, dificulta pras pessoas chegarem aqui!

    ResponderExcluir
  37. Uma pequena história , mas de grande conteúdo social.

    ResponderExcluir
  38. gostei da história quando postar continuação me da um toque ok

    ResponderExcluir
  39. Oi, Bia!
    Se puder, dê uma olhada no meu texto de hoje.
    Bj!

    ResponderExcluir
  40. gostei mt do texto mt mesmo parabens mt bom o blog
    clikei no anuncio espero que retribua


    http://planetahuumor.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  41. Ja estou te seguindo tá

    http://neusa-asuen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  42. Tantas Mariannas por aí, não é? Sonhando com a vida, com beijos de cinema, com uma mãe-melhor-amiga, ávida por acumular boas histórias pra colocar no repertório da vida.

    Um texto leve, gostoso de ler, adorei chegar ao teu espaço na blogosfera! :)

    Um beijo,

    @karilima
    do Mulherices
    www.mulherices.com.br

    ResponderExcluir
  43. legal o texto..
    não é nada cansativo e deixa as pessoas curiosas quanto ao final, parabéns!

    www.djpsiu.blogspot.com

    ResponderExcluir
  44. Marianna e suas desventuras.

    "Ela é minha namorada apenas não sabe..."

    Gostei da resposta de Fernando =)

    ResponderExcluir
  45. Muito bom o texto!

    Deixa td mundo curioso pra saber o final

    Visite meu blog, será uma honra para mim

    http://inutilidadesliterariaseafins.blogspot.com/

    Até!

    ResponderExcluir
  46. a apresentação do blog já fala que é tudo real e que apenas os nomes foram alterados.
    mas fala a verdade..essa lili não existe não né? nem um discurso na cabeça da molecada?
    que santa!

    ResponderExcluir
  47. O apelido da Lili eu não mudei, ela é chamada assim mesmo. Nesse caso preservei o nome dela...

    Ela existe e é realmente uma pessoa incrível!

    ResponderExcluir