Total de visualizações de página

quinta-feira, 10 de março de 2011

No ponto mais alto da Cidade

Localizada no Sul de Minas Gerais, São Thomé das Letras é equidistante de três grandes centros urbanos: 355 km de São Paulo; 343 km de Belo Horizonte e 331 km do Rio de Janeiro.
As placas dos carros que Marianna mais via, eram do Estado de São Paulo. Os paulistas são a maioria em São Thomé. Marianna estava rodeada deles. Afinal estava em casa: Marianna também era paulista, do interior, apenas morava em Minas Gerais desde seus dois anos de idade. Por isso era mineira de coração.

A viagem de férias estava melhor do que ela imaginava. Há apenas dois dias na cidade, tinha conhecido Elias, o Hippie da ONG; César o paulista de Santo André. 

Marianna subiu até o Cruzeiro, o lugar onde tinha marcado de se encontrar com César. Ainda era cedo, para ser mais exata, ela subiu por volta das dezesseis horas.
Assim que chegou ao local encontrou com Elias, o Hippie, duas moças, mais novas que Marianna, estavam com ele:



- Oi Marianna, que bom te ver de novo! Falou Elias.

- Olá Elias. Oi gente. Respondeu Marianna.

- Essas duas aqui, também acabaram de chegar. Continuou Elias.

- Oi, eu sou a Valéria, mas pode me chamar de Val. 

Valéria era morena, 1,60m, cabelos presos em um coque. Vestia uma calça jeans, bata indiana branca e uma sandália de couro.

- Oi, eu sou Patrícia, mas, não me chame de Pat, por favor.

Patrícia era uma típica hippie. Morena, cabelos longos desgrenhados, trajava uma saia longa, uma bata indiana preta e sandálias de couro também. Sua altura era  bem próxima da altura de Valéria e Marianna.

- E aí Marianna, o que você conta de novo, o que está achando de São Thomé? Perguntou Elias.

- Hoje eu fui no Vale das Borboletas e na Gruta do Carimbado. Falou Marianna.

- Nossa que legal, você foi sozinha? Perguntou Elias.

- No Vale das Borboletas sim. Chegando lá, conheci um pessoal e juntos fomos para a Gruta do Carimbado, mas não tive coragem de entrar. Marquei de me encontrar com um cara, que conheci de manhã, aqui no Cruzeiro. Respondeu Marianna.

O Cruzeiro ficava bem próximo da Pirâmide. Uma construção em forma piramidal, que muitos acreditam ter sido erguida por seres extra-terrestres. 


- Amanhã estamos querendo conhecer a cachoeira da Eubiose. Você quer ir junto? Perguntou Patrícia.

- É lógico. Inclusive, olhei até no mapa, do meu inseparável guia turístico. Dá para ir a pé.  Falou Marianna.

- E não vamos sozinhas. Temos até um guia, bem melhor que esse seu aí de papel. Nosso guia é de carne e osso. Ele deve estar chegando. Falou Valéria, em tom de brincadeira.

Como que por um passe de mágica, surge Argeu. Aparentando uns quarenta anos, ou mais, (Marianna não conseguiu definir). Argeu era alto, moreno, parecendo um índio (tipo um pajé), cabelos longos, grisalhos, amarrados num longo rabo de cavalo.

- Olá gente. Falou o recém chegado.

Patrícia se adiantou em dizer:

- Nós estamos hospedadas na casa do Argeu, ele alugou a casa dele prá gente. E você Marianna, onde está hospedada? 

- Estou na pousada Serra Branca, atrás da Matriz. Respondeu Marianna. 

- Eu conheço a dona de lá. Aliás eu conheço quase todo mundo em São Thomé. Falou Argeu.

- E você é daqui? Perguntou Marianna a Argeu.

- Não. Quase ninguém é daqui. Mas eu vim e me apaixonei pela cidade e fiquei. Respondeu Argeu.

- Mas nós vamos conversar aqui sem beber nada? Peraí que eu vou resolver isso já. Falou Elias.

Elias saiu e voltou logo com uma garrafa.

- O que é que tem nessa garrafa? Perguntou Marianna.

- Pinga com mel. A melhor pinga com mel que você já tomou na sua vida. Respondeu Elias, abrindo a garrafa e servindo a todos.

- Essa é a famosa pinga da "Bruxa". Continuou Argeu.

- Agora temos a vista linda do ponto mais alto da cidade, temos a Pinga da "Bruxa", temos até cigarro de palha. O que está faltando? Perguntou Elias.

- Música, óbvio. Respondeu Marianna.

Alguém trouxe um violão e Argeu começou a cantar:


"Preso nessa cela
De ossos, carne e sangue,
Dando ordens a quem não sabe,
Obedecendo a quem tem,
Só espero a hora,
Em que o mundo estanque,
Prá me aproveitar do conforto,
De não ser mais ninguém.
Eu vou virar a própria mesa,
Quero uivar numa nova alcatéia,
Vou meter um "Marlon Brando" nas ideias,
E sair por aí,
Prá ser Jesus numa moto,
Che guevara dos acostamentos,
Bob dylan numa antiga foto,
Cassius Clay antes dos tratamentos,
John Lennon de outras estradas,
Easy Rider, dúvida e eclipse,
São Tomé das Letras Apagadas,
E Arcanjo Gabriel sem apocalipse.
Nada no passado,
Tudo no futuro,
Espalhando o que já está morto,
Pro que é vivo crescer,
Sob a luz da lua,
Mesmo com sol claro,
Não importa o preço que eu pague,
O meu negócio é viver..."



- Que música linda. Quem canta? Perguntou Patrícia.

- Vocês não vão acreditar. O nome dessa música é: Jesus numa moto. Quem canta é Sá, Rodrix e Gurarabyra. Mas a composição é do Zé Rodrix, o mesmo que escreveu "Casa no Campo". Respondeu Elias.



Era tudo tão mágico. Marianna estava tendo as melhores férias de sua vida...

52 comentários:

  1. Vc poderia organizar uma excursão para esse lugar!
    A estória esta ficando cada vez melhor!

    ResponderExcluir
  2. nossa muito lindo seu blog!
    adorei

    seguindo

    http://edducamargo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Uma história que nos permite embarcar com ela nessa doce viagem. Parabens viu. Como sempre, não poderia ser diferente.

    ResponderExcluir
  4. Leagal a idéia do blog...
    Visitem meu blog, la encontrará, Xat pra galera tc, Dicas de Espanhol, Tv onlin, radios, um mega ponto de encontro pra galara.
    http://hispanoshablantes-redmundial.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Deu vontade continuar lendo...fiquei curiosa e querendo estar lá para beber a pinga com mel...hehe
    Abraço

    ResponderExcluir
  6. Que lindo, agora fiquei com uma vontade imensa de ir rsrs
    Deve ser exatamente como você descreveu mesmo.
    Adorei! Para mim não existe coisa melhor
    do que viajar. Você aprende imensidões.
    Bjs http://bruuhloira.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Um texto que me prendeu do início ao fim, a forma com a qual você escreve me deixou encantada.
    Viajei ao ler.

    Parabéns pelo bom uso das palavras.

    ResponderExcluir
  8. Quase chorei... mentira, mas o texto foi bem escrito, de forma intrigante!


    O melhor blog do meu .... Bairro!!!
    http://blogdocharque.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  9. d++++++
    seguindo
    segue?http://cantinho10.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Sabe, aqueles textos que dão vontade de ser turista? Então.

    Me senti exatamente assim...

    ResponderExcluir
  11. Oww história boa. Que bom que Marianna está gostando da viagem - E eu criando coragem de fazer o mesmo...rs!

    Se cuida, abraço!

    ResponderExcluir
  12. Muito Legal a história parabéns!

    Sucesso! \o/

    ResponderExcluir
  13. Poucos tem o dom da palavra, além de ter uma boa gramática, há também uma virtude de fazer a imaginação dos leitores fluir, à medida que caminham pelos teus textos.

    E o primeiro parágrafo da música é ótimo !

    Veremos o que acontecerá com Marianna nos próximo capítulos.

    Bjs !

    ResponderExcluir
  14. poucos tem o dom da palavra msm... o blog ta d parabens

    ResponderExcluir
  15. Curti o blog. Me deu vontade de conhecer a cidade. =)
    http://boomnaweb.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  16. A cidade é toda mística.
    Primeira vez no seu blog e gostei,ainda mais que falaste do Sul de Minas onde resido.

    ResponderExcluir
  17. Esse seu blog, junjtamente com toda a conjuntura do contexto de minha vida atual, me dá vontade de estar em Minas, quem sabe viver em Minas, sumir daqui de onde vivo, buscar o desconhecido no interior do interior.

    Bj!

    F.

    ResponderExcluir
  18. desse jeito marianna vai acabar mudando pra cidade e virando prefeitura de são tomé.
    agora já vi que a pinga com mel é tão boa que a cidade devia chamar era santo mé.

    ResponderExcluir
  19. Intenso passeio... Viajar sempre é tão bom, e a Marianna parece que soube caprichar neste, não?
    Seguindo

    ResponderExcluir
  20. Caramba, que estória! Adorei o blog. Parabéns

    ResponderExcluir
  21. Pois é,Mariana e suas aventuras.Vai nessa que tá bom a beça!
    Bom fds,bjk

    ResponderExcluir
  22. PRECISO VISITAR ESSA CIDADE E EXSPERIMENTAR ESSA PINGA. LOBISOMENS ADORAM UM TRAGUINHO DE VEZ EM QUANDOS.

    ResponderExcluir
  23. Ótima história, muito bem escrita. Seu blog está muito bom. Parabéns e muito sucesso pra ti.


    Abraços e fique com Deus

    ResponderExcluir
  24. Mana, vc escreve tão bem q me deu até inveja da Mariana e se for fazer excursão to dentro ok

    ResponderExcluir
  25. Você escreve de uma forma muito boa,esta de parabens
    Estou ajudando uma amiga na divulgação do blog, se puder comentar e seguir...Abraço
    http://gihcamp.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  26. Me encantei com o lugar e com a forma como as pessoas chegam sem reservas, sem os receios que vemos constantemente. A história segue um rumo diferente, como se tudo tivesse renovado mesmo.
    Falta agora um novo amor pra Mariana!... rsrs
    Esperando pelo próximo, Bia!

    ResponderExcluir
  27. Humm
    Será que Marianna vai encontrar com um fanático por Raulzito ou vai passar na casa em que ele foi ao banheiro uma vez que esteve por lá.

    A música citada é realmente incrivel.

    ResponderExcluir
  28. legal aeeeee seu blog
    muito bom mesmo

    retribui :)
    http://montagenslegais.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  29. Curioso Mariana! As histórias ultrapassam o tempo, nada como ir além daquele contexto premeditado.

    http://memoriaspsicodelicas.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. jesus numa moto eh comico hauha

    boa historia ;D

    ResponderExcluir
  31. Perfeito!!!


    Estou seguindo.. me visiste:
    www.meusmeios.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Gostei da história, amei a musica! Muito linda! *---*
    Fiquei até com vontade de descobrir qual é o gosto dessa pinga da "bruxa". :D

    ResponderExcluir
  33. Bia, estamos esperando sua continuação!


    Passei para te desejar um bom domingo e falar que atualizei meu blog!

    ResponderExcluir
  34. amei a historia adoro ler historias como essa!
    muito bom teu blog. (:

    ResponderExcluir
  35. Quem após ler esse post não fica com vontade de ir a esse lugar ? rs , Parabééns , lindo Blog (:

    ResponderExcluir
  36. Eu gostaria de ter férias assim, uahsuahua xD
    Também adorei a musiquinha, muito show :D
    Parabéns pela história ^^

    ResponderExcluir
  37. Boa hístoria........

    http://startte.blogspot.com

    ResponderExcluir
  38. Belissima história! gostei muito da forma que mantém o ritmo do texto! fiquei com vontade de conhecer lá !
    http://medicinepractises.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  39. Adorei a historia . Ela como muitas, nos permite "viajar em nossos pensamentos".

    ResponderExcluir
  40. Gostei muito da mistura de elementos reais e elementos imaginários. Deu até vontade de conhecer São Tomé das Letras.
    A merschan foi bem feita!)
    Sucesso!

    ResponderExcluir
  41. Não é uma simples propaganda, essa história realmente aconteceu...

    ResponderExcluir
  42. Que lindo, me deu vontade de estar com a Marianna nesse lugar lindo e especial

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  43. Aliás, você escreve SUPER bem, garota.
    Parabéns!
    Continue a saga de Marianna!

    www.teoria-do-playmobil.blogspot.com

    ResponderExcluir
  44. O lugar parece magnífico...
    Dá vontade de correr para lá!
    Gostei da música ali... Uma letra bem diferente!

    ;D

    ResponderExcluir
  45. gostei da casinha. aluga?

    comentou em um, comenta no outro... aguardando

    http://mikaelmoraes.blogspot.com

    ResponderExcluir
  46. Adooorei esse texto, ate fiquei com vontade de conhecer o lugar.

    ResponderExcluir
  47. Ai que gostosooo. No post anterior quando ela falou de "São Thomé das Letras" lembrei na hora dessa música... música que gosto tanto...
    Aaaah que vontade de conhecer essa cidade! =D

    ResponderExcluir